As 12 fases do Esgotamento Profissional – Burnout

Boa tarde turma! Vamos direto ao ponto para esclarecer de uma vez por todas, quais são as fases dessa síndrome que afeta cada dia mais profissionais atualmente.

1 – Você tenta se afirmar o tempo todo.

2 – Você quer trabalhar cada vez mais.

3 – Começa a negligenciar suas necessidades pessoais, como por exemplo dormir bem, se alimentar de forma correta…

4 – Você começa a entender que algo está errado, e geralmente se pergunta; “-Porque não saio mais com meus amigos? Porque prefiro ficar trabalhando?”

5 – Começa uma fase de rever os próprios valores, A família deixa de ser importante. A autoestima passa a ser inteiramente ligada ao trabalho.

6 – Você começa a negar o problema que é trabalhar demais. Pra você, os outros que são preguiçosos e incapazes.

7 – Começa a evitar o contato humano principalmente com os colegas de trabalho. Não há mais espaço para conversar durante o cafezinho por exemplo.

8 – As pessoas começam a olhar para você e dizem que você precisa de uma folga. Você se aborrece muito com isso. Elas começam a notar que você mudou, e pela sua falta de interesse, até se afastam.

9 – Você começa a perder o contato consigo mesmo.

10 – Sente um vazio interno. Não tem mais clareza para definir metas.

11 – É nesse ponto onde provavelmente surge a depressão. Sua energia toda fica focada em levantar e ir trabalhar. Antes o que era um prazer se torna desafiador e pesado de lidar.

12 – Nessa etapa a síndrome já está instaurada na pessoa. Alguns sintomas são: colapso mental, emocional e físico; ansiedade, dor de estõmago, urticária, etc… Lembrando que existem oficialmente 130 sintomas diferentes. (vale a pensa pesquisar)

Se você chegou nessa fase, pare, tire um tempo para si mesmo e peça ajuda de um profissional.

Alguns hábitos que podem amenizar os sintomas e fazer você se recuperar:

se alimentar de maneira equilibrada

  • dormir o tempo necessário para realmente descansar,
  • meditar,
  • saber dizer não para as múltiplas demandas,
  • ter um tempo longo de descanso.

Se gostou do post, comente e compartilhe para seus amigos que podem estar sofrendo de burnout sem nem saber.

Até a próxima!!!

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*